Skip to main content
Remover o vírus da falsa atualização do Adobe Flash Player do Mac

Remover o vírus da falsa atualização do Adobe Flash Player do Mac

Aprenda a remover o falso vírus da falsa atualização do Adobe Flash Player do Mac, impedindo assim que o navegador seja redirecionado para sites de instalação de software pouco fidedignos.

O vírus de atualização do Adobe Flash Player é dos métodos mais utilizados por cibercriminosos que pretendem depositar código nocivo num Mac. Por norma, a sua ação é consumada com falsos utilitários de produtos, os quais reportam problemas inexistentes e tentam manipular os utilizadores para que estes ativem a cópia licenciada do scareware. Este tipo de truque pode ser utilizado para promover aplicações indesejadas como o Mac Auto Fixer ou o Mac Cleanup Pro. Ambos irão executar análises falsas ao sistema anfitrião, onde afirmam terem detetado centenas de problemas – que nem sequer existem. Os utilizadores Mac que são alvo desta ação enfrentam um cenário de dupla contaminação, onde pela primeira vez se deparam com casos recorrentes e bastante irritantes em que o navegador é constantemente redirecionado, sofrendo as consequências da atividade do software falsificado. É a fase inicial da lavagem cerebral suportada pelos pop-ups do vírus de atualização do Adobe Flash Player.

A razão que levou os criadores desta patifaria a utilizarem o Flash Player na sua artimanha deve-se provavelmente ao fato de ser um programa utilizado pela maioria. O truque reside no fato de este ser um pedaço de código totalmente diferente, o qual é camuflado por detrás do software supracitado. Esta parte normalmente não afeta o navegador web, apesar de existirem alguns casos em que surgem pop-ups enganadores quando o navegador é encerrado. O vírus manifesta-se através de redirecionamentos aleatórios para um site que mostra permanentemente um alerta pop-up com a frase, “O Adobe Flash Player está desatualizado”. Enquanto isso, uma mensagem na parte superior do layout da página pode sublinhar a mentira de que “A última versão do Adobe Flash Player é necessária para codificar e/ou decodificar (Reproduzir) ficheiros de áudio com alta qualidade”. Não há quem não aprecie conteúdo multimédia com qualidade, portanto são muitos os utilizadores que acabam por cair neste truque.

Em todas estas situações adversas, os utilizadores mais atentos irão notar que existe algo errado com esta recomendação. Em primeiro lugar, o URL do site por detrás desses pop-ups de atualização do Adobe Flash Player é demasiado descarado. Não tem nada que ver com o fornecedor genuíno do produto, tendo sido claramente desenhado para imitar o site legítimo de atualização. Além disso, apesar de os alertas terem um botão de desativação, que pode dizer “Mais tarde” ou “Cancelar”, clicar nessas opções apenas fecha as janelas durante alguns milissegundos. O script do website pré-configurado irá mostrar novamente os anúncios, obrigando as vítimas a saírem do Safari, Chrome, Firefox – ou de qualquer navegador infetado – para que as falsas notificações desapareçam.

Este cenário complexo costuma ser reforçado por um plugin ou extensão de navegador com más intenções. O falso objeto auxiliar altera as definições de internet, como a homepage ou os padrões de pesquisa, podendo até interferir nas predefinições do servidor DNS. É isto que, em primeiro lugar, provoca os redirecionamentos. Quando clicamos em “OK” e fazemos o download da pseudo atualização do Adobe Flash Player estamos a acionar uma nova camada de ataque. O programa prejudicial afiliado irá inculcar-se de forma persistente no Mac, mostrando-se presente nos itens de login e utilizando mecanismos de evasão contra os antivírus. Depois, iniciará a execução de verificações do macOS, sempre com o objetivo de encontrar vários problemas de memória e de segurança. Este método tem como objetivo pressionar a vítima a tomar uma decisão precipitada, onde pagará pela versão licenciada deste impostor cibernético. E podemos dizer adeus à precaução. Quanto à solução para a atividade provocada pelo vírus de atualização do Adobe Flash Player, o único método passa por identificar os componentes desta infeção Mac e removê-los. Pode ver abaixo como isto é feito.

Remoção manual do vírus da Atualização Falsa de Adobe Flash Player para Mac

Os passos abaixo levá-lo-ão até à remoção desta aplicação potencialmente indesejada. Sig as instruções pela ordem indicada.

  1. Abra a pasta Utilitários como mostrado abaixo

  2. Localize no ecrã o ícone do Monitor de Atividade e clique nele duas vezes

  3. Sob o Monitor de Atividade, encontrar uma entrada que pareça suspeita e não deva estar entre os processos em execução, selecione-a e clique em Encerrar Processo
  4. Deve surgir uma caixa de diálogo pop-up, perguntando-lhe se tem a certeza de que gostaria de encerrar o processo de criação de problemas. Selecione a opção Forçar Saída
  5. Clique novamente no botão Ir, mas desta vez selecione Aplicações na lista. Encontre a entrada maliciosa na interface, clique com o botão direito sobre ela e selecione Mover para Reciclagem. Se for preciso a password do utilizador, digite-a

  6. Agora entre no Menu Apple e escolha a opção Preferências do Sistema

  7. Selecione Contas e clique no botão Itens de Login. O sistema mostrará uma lista de itens que são iniciados quando o sistema arranca. Localize o provável culpado que não pertence lá e clique no botão “-

Livre-se dos pop-ups de atualização falsos do Adobe Flash Player no navegador web

Para começar, as definições do navegador web que foi atingido pelo vírus de atualização do Adobe Flash Player devem ser restauradas para os seus valores predefinidos. A perspetiva geral dos passos para este procedimento encontra-se abaixo:

  1. Restaurar o Safari
    • Abra o navegador e entre no menu do Safari. Selecione Preferências na lista pendente

    • Assim que o ecrã Preferências surgir, clique no separador Privacidade no topo. Encontre a opção que diz Remover Todos os Dados de Websites e clique nela

    • O Sistema mostrará uma caixa de confirmação que inclui também uma breve descrição do restauro. Especificamente, poderá acontecer o logout de alguns serviços, encontrando também outras alterações no comportamento dos websites, após efetuado este procedimento. Caso esteja de acordo com isto, vá em frente e clique no botão Remover Agora

    • A fim de selecionar claramente os dados gerados apenas por websites específicos, e não todos, clique no botão Detalhes que está abaixo da seção Privacidade nas Preferências do Safari

    • Este recurso irá compilar todos os websites que armazenaram dados potencialmente sensíveis, incluindo o cache e cookies. Selecione aquele, ou aqueles, que poderá estar a causa o problema e clique no botão apropriado na parte inferior (Remover ou Remover Todos). Clique no botão Feito para sair.
  2. Restaurar o Google Chrome
    • Abra o Chrome e clique no ícone do menu Personalizar e Controlar o Google Chrome
    • Selecione Opções para que surja uma nova janela
    • Selecione o separador Avançadas e depois o botão Repor as predefinições originais

  3. Restaurar o Mozilla Firefox
    • Abra o Firefox e selecione AjudaInformação de Resolução de Problemas
    • Nessa página agora aberta, clique no botão Restaurar Firefox

Utilizar a ferramenta automática para desinstalar o vírus de atualização do Adobe Flash Player do seu Mac

  1. Descarregue e instale a aplicação MacBooster (ler avaliação). A ferramenta oferece recursos de segurança e otimização para o seu Mac. Como parte da estratégia para exterminar o vírus de atualização do Adobe Flash Player, considere também verificar a sua máquina para outros riscos de segurança e problemas de desempenho através da opção Scan. Quando a análise for concluída, livre-se das ameaças encontradas ao clicar no botão Corrigir. Descarregue Agora

  2. Entre no recurso Desinstalador, descubra a entrada maliciosa na na lista de aplicações e faça com que o MacBooster elimine completamente todos os componentes da aplicação do seu Mac clicando em Desinstalar na parte inferior da interface. Isto garantirá que todos os componentes do malware e remanescentes, que podem não ter sido removido manualmente, ficarão totalmente limpos.

46

Was this article helpful? Please, rate this.

There are no comments yet.
Authentication required

You must log in to post a comment.

Log in